Eventos

IV Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento – IV SNPD
IV Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional e Demografia – Purd/Capes
III Seminário Território, Territorialidades e Desenvolvimento Regional: o Rural
Tema: Ruralidades – Urbanidades: Potencialidades e Desafios para o Desenvolvimento
Data de realização: 11 e 12 de abril de 2019
Local: Unochapecó – Chapecó/SC

RESUMO

O conjunto dos eventos denominados IV Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento – SNPD, III Seminário Território, Territorialidades e Desenvolvimento Regional, VI Encontro dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional/Demografia – Purd/Capes apresenta como temática “Ruralidades – Urbanidades: potencialidades e desafios para o desenvolvimento”. Será realizado no período de 11 a 12 de abril de 2019, na Universidade Comunitária da Região de Chapeco (Unochapecó), na Unochapecó, cidade de Chapecó/SC. De modo geral, o evento pretende: oportunizar espaços de discussão e interação envolvendo Instituições de Ensino Superior e Programas de Pós-Graduação stricto sensu vinculados à Área Planejamento Urbano Regional e Demografia da Capes, com destaque aos Mestrados Profissionais. De modo específico, o evento tem como propósito discutir e debater, a partir de trabalhos científicos desenvolvidos no meio acadêmico e profissional: a temática ruralidades contemporâneas e a agricultura de base familiar; as relações e as interdependências entre planejamento e desenvolvimento; questões relacionadas ao desenvolvimento em escala local, considerando abordagens disciplinares e recortes territoriais. Esse evento é uma realização do Programa de Pós-Graduação Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais (Mestrado Profissional) da Unochapecó e conta com a parceria dos Programas de Pós-graduação: Planejamento e Governança Pública – Utfpr/Campus Curitiba; Desenvolvimento Regional – Utfpr/Campus Pato Branco; Planejamento Regional e Gestão de Cidades – Ucam/Campus de Goytacazes; Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional – IPPUR/UFRJ. O evento conta com a participação de palestrantes estrangeiro e brasileiros e sua programação está organizada com mesas redondas, sessões temáticas e apresentação de trabalhos.

VISÃO GERAL

O compromisso selado pelo Programa de Pós-Graduação stricto sensu Mestrado Profissional em Políticas Sociais e Dinâmicas Regionais da Unochapecó com os demais da Área PURD/Capes para sediar em Chapecó/SC o IV Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento – IV SNPD e o IV Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional e Demografia – PURD/Capes, com o tema “Ruralidades – Urbanidades: Potencialidades e Desafios para o Desenvolvimento”, otimizou que a realização do Seminário “Território, Territorialidades e Desenvolvimento Regional: o Rural” em sua terceira edição, ocorresse integrada aos referidos eventos. No que se refere às edições anteriores do Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento e do Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional e Demografia – PURD/Capes, têm-se as seguintes marcações no tempo.
Em julho de 2012, o Programa de Pós-graduação Planejamento e Governança Pública da Utfpr – Campus Curitiba/PR promoveu sua primeira edição, delimitando a temática Planejamento, Desenvolvimento e Governança Pública. A pauta principal durante esse I encontro dos Mestrados Profissionais (envolvendo os que lá estavam presentes) foi iniciar a elaboração de Documento da Produção Técnica para subsidiar os referidos mestrados. Assim, o referido documento foi trabalhado por uma comissão composta por docentes dos Programas da Utfpr, Unochapecó, Udesc e Ucam, em vigência no âmbito da Área /Capes desde outubro de 2016.
A segunda edição desses eventos ocorreu em setembro de 2015, quando o Programa de Pós-graduação Planejamento Territorial e Desenvolvimento Socioambiental da Udesc – Campus Florianópolis/SC assumiu a realização, abordando as temáticas Planejamento Territorial, Desenvolvimento Socioambiental e Inovação Aplicada ao Planejamento, contando com a presença da coordenação de Área da Capes. Em outubro de 2016 a Ucam – Campus de Goytacazes/RJ, por meio do Programa Planejamento Regional e Gestão de Cidades promoveu a terceira edição desses eventos, para discutir a temática Concepções, Processos e Experiências em Desenvolvimento e Planejamento Urbano e Regional e debater sobre a avaliação quadrienal aonde envolveu o coordenador dos mestrados profissionais da Área/Capes e os Programas presentes.
A realização integrada e continuada dos eventos “Seminário Nacional de Planejamento e Desenvolvimento e o Encontro Nacional dos Mestrados Profissionais da Área Planejamento Urbano e Regional e Demografia – PURD/Capes”, posiciona-se de fundamental importância, uma vez que proporciona o debate de questões inerentes à Área do Planejamento Urbano Regional e Demografia, como também questões específicas à modalidade Profissional na relação com a Acadêmica.

OBJETIVOS

De modo geral, o evento pretende:
Oportunizar espaços de discussão e interação envolvendo Instituições de Ensino Superior e Programas de Pós-Graduação stricto sensu vinculados à Área Planejamento Urbano Regional e Demografia da Capes, com destaque aos Mestrados Profissionais.
De modo específico, o evento tem como propósito discutir e debater, a partir de trabalhos científicos desenvolvidos no meio acadêmico e profissional:
a temática ruralidades contemporâneas e a agricultura de base familiar;
as relações e as interdependências entre planejamento e desenvolvimento;
questões relacionadas ao desenvolvimento em escala local, considerando abordagens disciplinares e recortes territoriais.

PÚBLICO-ALVO

O público alvo a que se destina o evento, compreende: profissionais, trabalhadores e gestores em diferentes áreas de políticas públicas, agentes de desenvolvimento regional, conselheiros municipais, estudantes de graduação e pós-graduação em áreas afins, pesquisadores e professores de graduação e pós-graduação em áreas afins, técnicos administrativos, lideranças /representantes de associações comunitárias e movimentos sociais, de partidos políticos etc.

VALORES INSCRIÇÕES

Profissionais e Docentes = R$ 180,00
Estudantes de Pós-Graduação = R$ 80,00
Estudantes de Graduação = R$ 40,00
Técnicos administrativos e público em geral = R$ 80,00
Observação: estudantes externos à Unochapecó devem apresentar na ocasião do credenciamento, Carteira Nacional de Identificação Estudantil ou Atestado de Matrícula do 1° semestre de 2019.

PROGRAMAÇÃO

Primeiro dia – 11 de abril de 2019
10h – 13h
Credenciamento
13h – 13h30
Abertura do Evento
13h30 – 15h
Mesa-redonda 1: Ruralidades contemporâneas: perspectivas e desafios para a agricultura de base familiar
15h – 15h30
Intervalo para café
15h45 – 17h45
Apresentação de trabalhos
19h – 19h30
Mesa de abertura: Reitoria da Unochapecó, Coordenações dos Programas e da Área Purd/ Capes
19h30 – 22h
Palestra de abertura:
As Interrelaciones entre los Territórios Rurales y el Desarrollo Regional. Dr. Alberto Riella / Montevidéo/URU

Segundo dia – 12 de abril de 2019
8h – 10h
Apresentação de trabalhos
10h – 10h30
Intervalo para café
10h30 – 12h
Mesa-redonda 2: Planejamento, políticas públicas e desenvolvimento
12h – 13h30
Intervalo para Almoço
13h30 – 15h
Mesa-redonda 3: Urbanidades e urbanização – planejamento e desenvolvimento
15h – 15h30
Intervalo para café
15h30 – 17h30
Apresentação de trabalhos
17h30 – 19h
Encontro dos Programas de Mestrado Profissional da Área Purd/Capes, com a presença dos Coordenadores da Capes
19h15 – 19h45
Cerimônia de encerramento

DATAS RELEVANTES

Período de submissões de trabalhos
24 de setembro a 30 de novembro de 2018.
Período de avaliações dos trabalhos
03 dezembro de 2018 a 04 de fevereiro de 2019.
Período de divulgação dos trabalhos aceitos
08 de fevereiro de 2019.
Último prazo para pagamento da inscrição
29 de março de 2019.
Realização do Evento
11 e 12 de abril de 2019.

MESAS-REDONDAS E SESSÕES TEMÁTICAS

Mesa-redonda 1: Ruralidades contemporâneas: perspectivas e desafios para a agricultura de base familiar
Coordenação da Mesa: Hieda Maria Pagliosa Corona – Unochapecó/UTFPR Campus Pato Branco
Integrantes: Dr. Ademir Antonio Cazella – UFSC; Dr. Alfio Brandenburg – UFPR; Sônia Bergamasco – Unicamp (a confirmar)
1. Sessão Temática – Ruralidades contemporâneas e a agricultura de base familiar
Essa sessão temática tem como objetivo ser um espaço de apresentação e debate de trabalhos científicos que vem sendo desenvolvidos no meio acadêmico brasileiro que versem sobre temas como: agricultura familiar e campesinato; pluriatividade e multifuncionalidade da agricultura; agroecologia; desenvolvimento rural; economia solidária; inter-relações rurais e urbanas; a alimentação e segurança alimentar, entre outros correlatos. Tais temas estão relacionados aos desafios que se colocam a agricultura de base familiar no campo da produção, manejo, comercialização, processamento, das inter-relações com o urbano e com a natureza, bem com, no campo da reprodução de seu modo de vida. As ruralidades contemporâneas apresentam um quadro complexo, em que ao mesmo tempo que a agricultura de base familiar enfrenta desafios para sua reprodução, também ocupa um espaço potencial no horizonte da sustentabilidade, como se observa nas experiências da agroecologia, nas relações de trocas em cadeias curtas, na organização social, nas redes de certificações, entre outros aspectos.

Mesa-redonda 2: Planejamento, políticas públicas e desenvolvimento
Coordenação: Rainer Randolph – Unochapecó/IPPUR/UFRJ
Integrantes: Christian Luis da Silva – UTFPR Campus Curitiba / UTFPR Campus Pato Branco; Isa de Oliveira – UDESC; Myriam Aldana Vargas Santin – Unochapecó
2. Sessão Temática: Planejamento, políticas públicas e desenvolvimento
Nessa sessão temática se pretende discutir e analisar relações e interdependências entre planejamento e desenvolvimento, tema que deu nome a este seminário. Parte-se do pressuposto que o desenvolvimento, que está em pauta nessa discussão, não pode ser compreendido sem o planejamento e vice-versa, que um planejamento que não visa o desenvolvimento pode ficar preso a abordagens tecnocratas, autoritárias ou pouco democráticas. O Estado e as políticas públicas têm uma grande influência no contexto do planejamento/desenvolvimento, mas não tem um monopólio tanto para realizar atividades planejadoras como estabelecer agendas de desenvolvimento. Por isto esperamos discutir: – tanto diferentes formas e formatos institucionais para este binômio planejamento/desenvolvimento como diferentes recortes institucionais (consórcios, comitês, fóruns, audiências etc. e outras arranjos); – como recortes territoriais (zoneamentos, bacias, recortes administrativos, escalas federativas etc.); – e, diferentes protagonistas envolvidos nas formulações e práticas de projetos de planejamento/desenvolvimento e suas propostas (Estado, governos em suas articulações, sociedade civil na sua expressão por manifestações por grupos específicos, entidades que defendem determinados interesses, mobilizações sociais etc.)

Mesa-redonda 3: Urbanidades e urbanização – planejamento e desenvolvimento
Coordenação da mesa: Ester Limonad – PPG Geografia/UFF
Integrantes: Roberto Luiz de Melo Monte-Mór – Cedeplar/UFMG, Cristina Maria Macêdo de Alencar Brasil – UCSal /Salvador; Lívia Salomão Piccinini/UFRGS
3. Sessão Temática: Urbanidades e urbanização – planejamento e desenvolvimento
A problematização desta sessão não pode ser melhor formulada do que o fez, em 1995, Ana Clara Torres Ribeiro. Naquele momento, a autora chamou a atenção que o “nível atingido pela urbanização no País impõe que os projetos voltados para o desenvolvimento urbano contemplem, simultaneamente, processos que atingem a totalidade da rede de cidades – por exemplo, a capacidade de preservação da hegemonia econômica e política por metrópoles nacionais e capitais – e que particularizam a vida coletiva em cada marco construído. Essa abordagem incorpora a necessidade de conhecimento da forma como hoje são disputados recursos técnicos e financeiros, geradora potencial de conflitos regionais e locais que podem impedir o tratamento mais amplo da problemática urbana brasileira” (Torres Ribeiro, A.C. Urbanização sem urbanidade: um cenário de incertezas. Ensaios FEE, (16)2: 556-590, 1995). É objetivo dessa sessão retomar essa discussão acerca do desenvolvimento em escala local que vai muito além de abordagens disciplinares (planejamento urbano, urbanismo, engenharia civil etc.) e recortes territoriais (bairro, cidade, município e suas articulações etc), mas que podem dar contribuições particulares para sua compreensão. O desafio, colocado pela Ana Clara, seria procurar uma totalidade que passaria pela explicitação da conflituosa articulação entre urbanização e urbanidade que deve incluir, como parece, uma dimensão dinâmica, histórica.

SESSÕES TEMÁTICAS
Ruralidades contemporâneas e a agricultura de base familiar
Planejamento, políticas públicas e desenvolvimento
Urbanidades e urbanização – planejamento e desenvolvimento

ORGANIZAÇÃO
Comissão Organizadora
Coordenação: Dunia Comerlatto – Unochapecó/SC – (dunia@unochapeco.edu.br)
Hieda Maria Corona Pagliosa – Unochapecó/ Utfpr/Pato Branco/PR (hiedacorona@hotmail.com)
Irme Salete Bonamigo – Unochapecó/SC (bonamigo@unochapeco.edu.br)
Rainer Randolph – Unochapecó/ Ippur-UFRJ/RJ (rainer.randolph@gmail.com)
Ricardo Lobato Torres – Utfpr/ Curitiba/PR (rltorres@utfpr.edu.br)
Rosana Maria Badalotti – Unochapecó/SC (rosana@unochapeco.edu.br)
Rosélia Perissé da Silva Piquet – Ucam/Campo dos Goytacazes/RJ (ropiquet@terra.com.br)

Comitê Científico
Coordenação: Rosana Maria Badalotti – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Ana Paula Myszczuk – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Anderson Catapan – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Antonio Gonçalves de Oliveira- Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Arlene Anélia Renk – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Cintia Neves Godoi – Faculdades Alves Faria – Goiania
Clarete Trzcinski- Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Cláudio Machado Maia – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Décio Estevão do Nascimento – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Erni Jose Seibel – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Glaucia De Oliveira Assis – Universidade do Estado de Santa Catarina
Gilson Ditzel Santos – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Pato Branco
Hilda Alberton de Carvalho – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Idir Canzi – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Irme Salete Bonamigo – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Inácio Andruski Guimarães – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Isaura Alberton de Lima – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Ivan Carlos Vicentin – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Jandir Ferrera de Lima – Universidade Estadual do Oeste do Paraná – Campus Toledo
Josiane Carine Wedig – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Pato Branco
Lamounier Erthal Villela – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Lia Hasenclever – Universidade Candido Mendes – Campos dos Goytacazes/RJ
Ludmila da Matta – Universidade Candido Mendes – Campos dos Goytacazes/RJ
Maria Elisabeth Kleba da Silva – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Marcia Luiza Pit Dal Magro – Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Maria de Lourdes Bernartt – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Pato Branco
Maria Lucia Figueiredo Gomes de Meza -Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Marcio Gazolla – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Pato Branco
Marilia de Souza- Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Rita de Cássia Ribeiro Carvalho – Universidade do Estado de Minas Gerais
Rogério Allon Duenhas – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Sérgio Luis Allebrandt – Universidade Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul
Simone Aparecida Polli – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba
Valdir dos Santos Júnior – Universidade Candido Mendes – Campos dos Goytacazes/RJ
Vanessa Ishikawa Rasoto – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Curitiba

NORMAS PARA SUBMISSÃO DE TRABALHOS
1. Serão aceitos somente trabalhos na modalidade artigo completo.
1.1. Serão aceitos até dois trabalhos com autoria principal;
1.2. Serão aceitos até dois trabalhos com coautoria;
1.3. Restrição de até quatro autores por artigo;
1.4. Ao menos um dos autores deve ter titulação de especialista, mestre ou doutor;
1.5. Os trabalhos deverão ser submetidos em formato RTF e PDF por meio da página do evento.

2. Orientações gerais
2. 1. O trabalho poderá ser postado por qualquer um dos autores que tenham efetivado sua inscrição;
2.2. A apresentação nas sessões temáticas poderá ser realizada por qualquer um dos autores desde que o mesmo esteja inscrito no evento;
2.3. Somente serão publicados trabalhos realmente apresentados pelas/os autoras/es. Para tanto, deve ser utilizado o formulário próprio para os artigos completos.

Salve o modelo de trabalho aqui.

3. Sobre a estrutura do trabalho (deverá conter obrigatoriamente, na ordem, o que segue)
3.1. Título do trabalho (Times New Roman 14, iniciais maiúsculas, negrito, palavras estrangeiras em itálico, centralizado).
3.2. Nome do/s autor/es (em Times New Roman 12, normal, centralizado, espaçamento 1,5 abaixo do título).
Observação: adicionar nota de rodapé com a titulação dos autores, afiliação institucional e respectivos e-mail/s (em Times New Roman 10, espaçamento simples, justificado).
3.3. Nome da Sessão Temática abaixo dos autores (em Times New Roman 12, caixa baixa e centralizado).
3.4. Resumo (Times New Roman 12, espaçamento simples entre linhas, justificado, até 250 palavras). O resumo deverá descrever sucintamente: a problemática do artigo, objetivos, abordagem teórico-conceitual, metodologia, resultados e considerações finais.
3.5. Palavras-chave (de 3 a 5 palavras-chave, primeira letra em caixa alta, separadas por ponto e vírgula).
3.6. Corpo do trabalho
3.6.1. Fonte Times New Roman 12 (normal) e espaçamento 1,5 entre as linhas.
3.6.2. Número de páginas: mínimo 11 e máximo de 15 páginas, incluindo referências, tabelas e ilustrações. Recomenda-se que sejam usadas imagens em formato JPG.
3.6.3. Margens justificadas, superior 3cm; inferior 2cm, esquerda 3cm; e direita, 2cm.
3.6.4. Recuo na primeira linha de 1,5 cm.
3.6.5. Para destaques de palavras ou expressões usar apenas itálico, sem sublinhado e sem caixa alta.
3.6.6. O negrito poderá ser usado, exclusivamente, para destacar os subtítulos ou divisões do trabalho, Times New Roman 12, em caixa baixa.
3.6.7. As citações acima de 3 linhas devem ser digitadas em Times New Roman 10, com espaçamento simples entre as linhas e destacadas do texto por margem esquerda de 4 cm e as citações de até três linhas devem integrar o corpo do texto e serem assinaladas entre aspas.
3.6.8. As notas de rodapé serão em Times New Roman 10, em fim de página, com espaçamento entre linhas simples, justificadas.

4. Referências
Inserir referências em fonte Times New Roman 12, espaçamento simples entre linhas, conforme normas ABNT/NBR 6023 – Informação e documentação – Referências – Elaboração. Cada referência deve ocupar um parágrafo, separados por dois espaços simples.

5. Em caso de dúvidas, enviar e-mail para: Coordenação do Comitê Científico: rosana@unochapeco.edu.br ou entrar em contato pelos telefones 3321-8217 / 3321-8219 / 3321-8189.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s