Região Sul

Os PPG em PUR têm início no Sul do Brasil na década de 1970 na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com o PPG em Planejamento Urbano e Regional. No Rio Grande do Sul os PPG em PUR têm continuidade na Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC) em 1994 e na Universidade Regional do Noroeste do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ) em 2002. Em Santa Catarina o PPG em PUR data do ano de 2000. No ano de 2003 temos no estado do Paraná a Pontifícia Universidade Católica (PUC) e a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE). Em 2006 temos a criação do PPG em PUR na Universidade do Contestado (UNC), em 2007 na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e a Universidade Comunitária Regional de Chapecó (UNOCHAPECÓ). Também em 2010 passamos a contar com um PPG em PUR na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em 2013 na Faculdades Integradas de Taquaras e em 2016 na Universidade Federal do Paraná (UFPR) (Tabela 1).

Dos 15 PPG em PUR, listados na Tabela 1, nove têm ênfase no desenvolvimento regional. No Paraná temos a PUC e UFPR cuja ênfase no planejamento e gestão urbana e a UNILA nas políticas públicas e desenvolvimento. Em Santa Catarina a UDESC lida com o planejamento territorial e desenvolvimento socioambiental.

Tabela 1 – Cronologia dos PPG em PUR no Sul do Brasil, 2018

Sigla das IES UF Início Nome do PPG em PUR
UFRGS RS 1970 Planejamento urbano e regional
UNISC RS 1994 Desenvolvimento regional
FURB SC 2000 Desenvolvimento regional
UNIJUÍ RS 2002 Desenvolvimento regional
PUC PR 2003 Gestão urbana
UNIOESTE PR 2003 Desenvolvimento regional e agronegócio
UNC SC 2006 Desenvolvimento regional
UDESC* SC 2007 Planejamento territorial e desenvolvimento socioambiental
UNOCHAPECÓ SC 2010 Políticas sociais e dinâmicas regionais
UTFPR* PR 2010 Desenvolvimento regional
FACCAT RS 2013 Desenvolvimento regional
UNILA PR 2016 Políticas públicas e desenvolvimento
UFPR PR 2016 Planejamento urbano

Fonte: Elaboração própria.

* A UDESC e a UTFPR contam com dois PPG com o mesmo nome.

 

Ao todo, no Rio Grande do Sul, são quatro IES com PPG em PUR: uma situada na capital Porto Alegre, e as outras três nas cidades de Taquaras, Ijuí e Santa Cruz do Sul. Na UNIJUÍ as áreas de concentração do PPG em PUR são em direitos humanos e desenvolvimento; e em gestão de organizações e desenvolvimento. Na UNISC e na FACAAT a área de concentração é em desenvolvimento regional e na UFRGS são duas as áreas de concentração: planejamento urbano e regional e os processos sociais; e sistemas de suporte à decisão em planejamento e desenho urbano. A UNIJUÍ, UNISC, UFRGS possuem mestrado acadêmico e doutorado e a FACCAT apenas mestrado acadêmico.

Em Santa Catarina são quatro IES com PPG em PUR: uma na capital Florianópolis e as outras três em Chapecó, Canoinhas e Blumenau. Na UNC e na FURB a área de concentração é em desenvolvimento regional, na UNOCHAPECÓ em políticas sociais e dinâmicas regionais e na UDESC em planejamento territorial e desenvolvimento socioambiental. A UDESC conta com dois PPG em PUR, um mestrado profissional e um doutorado. A FURB conta com mestrado acadêmico e doutorado, a UNC com mestrado acadêmico e a UNOCHAPECÓ com mestrado profissional.

O Paraná conta com cinco IES: duas na capital Curitiba e as outras três em Foz do Iguaçu, Toledo e Pato Branco. A área de concentração da UNILA é em políticas públicas de desenvolvimento na América Latina. Na UNIOESTE a área de concentração é em desenvolvimento regional e do agronegócio. Na UTFPR é em desenvolvimento regional sustentável e planejamento público e desenvolvimento. Na PUC a área de concentração é em gestão urbana e na UFPR em planejamento urbano. A UNILA, UTFPR contam com mestrado acadêmico, a UTFPR com mestrado acadêmico e profissional. A UNIOESTE e a PUC somam mestrado acadêmico e doutorado.

Na região Sul temos um total de 15 PPG em PUR em 13 IES e 21 cursos de pós-graduação na área. A Figura 1 indica a localização das 13 IES da região Sul do Brasil.

Figura 1 – Mapa da região Sul do Brasil com a localização das IES com PPG em PUR, 2018

Mapa Região Sul

Fonte: Concepção dxs autorxs. Elaborado por Ruy Lucas de Souza.

 

Nos PPG em PUR por IES da região Sul os docentes homens somam 117 (58%) e as docentes mulheres 84 (42%) do total de 201 docentes. Em quatro das 13 IES (UNISC, UNOCHAPECÓ, UNILA e UFPR) existem mais docentes mulheres que homens. Em seis IES há um predomínio dos homens em relação as mulheres: UNIJUÍ, FACCAT, UNC, FURB, UNIOESTE e PUC. (Tabela 2).

Tabela 2 – Distribuição por sexo/gênero nas IES, 2018

UF IES Masculino Feminino Total
RS UNIJUÍ 12 4 16
  UNISC 5 9 14
  UFRGS 11 9 20
  FACCAT 9 1 10
SC UNOCHAPECÓ 5 10 15
  UNC 7 3 10
  FURB 10 4 14
  UDESC 10 8 18
PR UNILA 13 15 28
  UNIOESTE 10 4 14
  UTFPR 11 8 19
  PUC 11 2 13
  UFPR 3 7 10
TOTAL 117 84 201

Fonte: Elaboração própria.

O aparente equilíbrio de 58% de homens e 42% de mulheres traz realidades diferentes existentes dentro dos PPG em PUR (de equilíbrio ou de maiorias femininas e masculinas). Chama-se a atenção que uma ciência feminista, ou minimamente equitativa, não se limita à presença de mais mulheres no campo científico e na produção de conhecimento (NUCCI, 2018). Ao longo da história, a ciência se pôs neutra, objetiva e racional, sendo complacente com a construção historiográfica predominantemente masculina (LOPES; COSTA, 2005). A crítica feminista trouxe deslocamentos epistemológicos, descontruindo, sobretudo, os pressupostos de neutralidade. Este reexame do campo científico possibilitou uma maior participação/presença de mulheres na ciência e, para além disso, uma mudança do que se conhece por ciência (NUCCI, 2018). A formação docente desses homens e mulheres docentes, tratada na sequência, nos coloca elementos para aprofundar essa reflexão.

Referência: BUTZKE, Luciana; THEIS, Ivo M.; NEGHERBON, Caroline Laíza; BRITO, Vivian. Desenvolvimento Regional e Gênero: Mapeamento da formação docente e da produção intelectual nos PPG em Planejamento Urbano e Regional da região Sul do Brasil. Aceito para apresentação oral no XVIII Enanpur em maio de 2019.